Perguntar não ofende

No geral a relação entre condôminos e síndico é bem complicada, e podemos analisar alguns pontos que poderão abrir nossos olhos e facilitar nossas relações. Na maior parte do tempo estamos todos tentando levar a nossa comunicação dentro dos nossos direitos; no caso da relação entre condôminos e síndico me parece que isso fica um pouco mais evidente.

Os condôminos quando querem saber uma informação, o fazem com um ímpeto de alguém que tem o direito a ter as informações ou de ter o que quer resolvido de imediato, o síndico por sua vez o responde como alguém que se reserva ao direito de dar explicações só ao Conselho fiscal e AGO e nesse conflito de direitos e deveres é que a relação fica desgasta prejudicando a administração do bem comum, gerando informações não precisas além de desgaste excessivo.

Existe uma solução para isso?

Na verdade existe, é bem simples e tem por volta de 2.000 anos que essa solução foi elaborada. Talvez você até já saiba, e a maior parte das religiões tem algum ensinamento que remete a esse principio, que é resumidamente perguntar aquilo que não tenho certeza.

Como nosso país é de maioria Cristã, talvez facilite o entendimento se olharmos o ensino de Jesus Cristo. Esse ensino ficou registra do livro Mateus no capítulo 18:15 "Se teu irmão pecar contra ti, vai argui-lo entre ti e ele só. Se ele te ouvir, ganhaste a teu irmão."

argui-lo; Investigar uma situação através de perguntas

Ou seja, o princípio ensinado por Cristo é que se você acha que tem algo errado vai até a pessoa que está no erro, segundo o seu entendimento, e pergunte para dar a oportunidade da pessoa te explicar os motivos daquela situação. É muito provável que fazendo isso você já não veja a situação como um erro, isso pode acontecer por que você começa a ver a outra perspectiva da situação, e pode até ser que o que você viu era realmente um erro e quando arguimos, fazemos com que o outro reflita naquilo de errado que está fazendo.

Mas esse talvez não seja o ponto fundamental do ensino de Jesus Cristo, o fundamental neste ensino é o objetivo com que se vai argui alguém, Se prestar bem atenção Jesus diz no final do verso “Se ele te ouvir, ganhaste a teu irmão.". Se o seu objetivo e agredir o sindico ou o condômino, tirar a limpo ou “lavar roupa suja” pode ter certeza que esse ensino de Jesus não foi aplicado como deveria, você deve argui como alguém que quer conquistar, que quer mostrar o outro lado, ou simplesmente como alguém que quer ganhar o seu irmão.

Um país Cristão pode demonstrar frutos de sua fé em qualquer tipo de relação. Aplique a sua fé e viva em harmonia com o próximo.

Gleyson Valério - Síndico do Piazza di Italia