Síndicos e subsíndicos fizeram ato em defesa do síndico agredido em Águas Claras

A polícia ainda não ouviu o depoimento do personal trainer que agrediu o síndico. Ainda de acordo com a polícia, ele não é considerado foragido por não ter mandado de prisão contra ele.



Um grupo de síndicos e subsíndicos de Águas Claras fez manifestação em frente ao condomínio Luna Park onde o Síndico o Wahby Khalil levou um soco no rosto na quinta-feira(17). O edifício fica na quadra 301 norte, Águas Claras. O grupo repudia agressão. Segundo eles, essa é a primeira vez que síndicos se manifestam contra agressões a gestores condominiais. Segundo eles, esse tipo de agressão é comum e tem se tornado recorrente. Um cartaz afixado na frente do prédio pede justiça.

A polícia ainda não ouviu o depoimento do professor de boxe que agrediu o Síndico na quinta-feira(17) no condomínio de Águas Claras. A violência ocorreu durante uma discussão por causa de um saco de boxe da academia do prédio, que supostamente estaria danificando o teto da academia. Henrique Paulo Sampaio de 49 anos desferiu um soco no rosto do Síndico Wahby Khalil de 42 anos.

A polícia já ouviu uma testemunha, e ontem(18) à tarde os policiais estiveram no prédio do professor de boxe para levar uma intimação, mas ele não foi encontrado. Ainda de acordo com a polícia, Henrique não é considerado foragido pois não há mandado de prisão contra ele e, o fato de ele ter conhecimento de artes marciais e ter usado isso para atingir a vítima, pode ser um agravante no caso.

O suspeito é investigado pela Polícia Civil e pode sofrer punições em outras esferas, além da criminal, como expulsão do edifício Luna Park, onde mora, e ser penalizado profissionalmente no Conselho Regional de Educação Física da 7ª Região (Cref7).

Instituições ligadas à administração de condomínios condenaram a agressão. Em Nota de Repúdio, o Instituto Nacional de Condomínios e Apoio aos Condôminos (INCC), a Associação Brasileira de Síndicos e Condomínios (Abrassap) e a Associação dos Síndicos de Condomínios Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (Assosindicos-DF) consideraram “intolerável” a agressão proferida pelo professor de educação física.

O Síndico teve uma hemorragia na cabeça e está internado em hospital particular na Asa Sul. Segundo o advogado do Síndico, pela manhã, ele passou por uma cirurgia odontológica por causa dos dentes que estão moles. Ainda não temos atualização sobre o fim dessa cirurgia e antes de entrar no centro cirúrgico o síndico fez depoimento a todos que estão enviando mensagens de apoio:
“Estou indo agora para o centro cirúrgico fazer cirurgia, às 10 horas . Agradeço as pessoas. Tenho recebido muita mensagem de carinho aí do pessoal. E eu agradeço muito aí ao apoio de todos que eu tô recebendo, as energias positivas, está sendo muito bom”, completa Kahlil.
Veja a reportagem completa no DF1: https://globoplay.globo.com/v/10404948/

Emerson Tormann

Técnico Industrial em Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Especialista em inspeção predial. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Canaã Telecom

Formulário de contato