Briga entre síndico e moradores em Águas Claras vira caso de polícia

DIVULGAÇÃO/PMDF

Em um edifício na Avenida Castanheiras, PM foi chamada durante discussão entre integrantes da nova chapa eleita e da que seria substituída

A Polícia Militar teve trabalho na noite dessa quarta-feira (20/12). A corporação foi acionada para intervir em duas brigas envolvendo síndicos e moradores de condomínios em Águas Claras e Vicente Pires.

Em Águas Claras, em um edifício na Avenida Castanheiras, os policiais foram chamados durante discussão entre integrantes da nova chapa eleita para administrar o condomínio e o síndico que seria substituído.

Segundo a PM, o homem que estava sendo destituído foi quem pediu ajuda. Ele teria mostrado aos policiais a cópia de um processo judicial capaz de impedir a realização de nova assembleia e a posse da síndica eleita.

Ainda de acordo com a ocorrência, o escritório do condomínio teria sido aberto por um chaveiro chamado pela direção recém-eleita de forma irregular. O caso foi parar na 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga).

Já em Vicente Pires, informou a Polícia Militar, durante outra reunião de condomínio, o síndico discutiu com um morador e o ameaçou com uma arma de fogo. O acusado foi levado para a delegacia de polícia e autuado por ameaça e porte ilegal de arma de fogo.

Fonte: Metrópoles